Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN)

Última Atualização: 03/05/2018 às 23h11

Resumo

A Portaria que autoriza o concurso público para o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) foi publicada hoje no Diário Oficial da União. O certame contará com vagas para Analista I (104 vagas), Técnico I (176 vagas) e Auxiliar Institucional (131 vagas). Os provimentos dos cargos de Analista I e Técnico I estão previstos para junho de 2018, enquanto os provimentos dos cargos de Auxiliar Institucional I estão previstos para 2019. O Instituto tem o prazo de 6 meses para publicação do edital.

Status

Aguardando Edital (Previsto)

Vagas e Remuneração

Nível de Escolaridade

Ensino Médio Completo

Ensino Superior Completo

Instituições

,

Regiões

Cargo

, ,

Editais, Comunicados e Anexos

03/05/2018 Portaria Nº 108

Informações Gerais

A Portaria que autoriza o concurso público para o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) foi publicada hoje no Diário Oficial da União. A realização do concurso público é para o provimento de 411 (quatrocentos e onze) cargos do Plano Especial de Cargos da Cultura do quadro de pessoal do Instituto.

As vagas exigem nível de escolaridade Superior Completo sendo os  cargos de Analista I (104 vagas) e Técnico I (176 vagas) estão previstos para junho de 2018, enquanto os provimentos dos cargos de Auxiliar Institucional I (131 vagas) estão previstos para 2019, condicionados estes a novo ateste orçamentário naquele exercício.

O prazo para a publicação do edital de abertura do concurso público será de até 6 (seis) meses, contado a partir da publicação desta Portaria.

O Iphan é uma autarquia federal vinculada ao Ministério da Cultura que responde pela preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro. Cabe ao Iphan proteger e promover os bens culturais do País, assegurando sua permanência e usufruto para as gerações presentes e futuras. Possui 27 Superintendências (uma em cada Unidade Federativa); 27 Escritórios Técnicos, a maioria deles localizados em cidades que são conjuntos urbanos tombados, as chamadas Cidades Históricas; e, ainda, cinco Unidades Especiais, sendo quatro delas no Rio de Janeiro: Centro Lucio Costa, Sítio Roberto Burle Marx, Paço Imperial e Centro Nacional do Folclore e Cultura Popular; e, uma em Brasília, o Centro Nacional de Arqueologia.

O último concurso realizado pelo Instituto foi em 2009 onde foram ofertadas  187 vagas, distribuídas em vários estados.  A Fundação Universo foi a Banca responsável pela realização do certame.